Qual a média   salarial de um   síndico   profissional? 


Taxa pode variar dependendo do porte, perfil e horas trabalhadas por semana.


 Síndico profissional 

Tem sido cada vez mais requisitado pelos condomínios. Muitos moradores questionam que eles ganham acima do que deveria. Mas será mesmo?


- Itens de lazer:
Piscinas, quadras, academia...tudo isso demanda tempo e manutenção. Muitos condomínios-clube optam por síndicos profissionais.

 Características do 
 condomínio que 
 influenciam no preço 

Há quem não cobre a mais por elas. Outros profissionais, porém, costumam pleitear um extra ao condomínio para acompanhar grandes obras, já que essas costumam demandar mais horas de trabalho.

 Obras 


É inegável que quanto mais unidades, mais tempo e energia um condomínio demanda de seu síndico – seja ele profissional ou não.

 Número de unidades 


Em condomínios pequenos e médios, o síndico costuma visitar duas ou três vezes por semana. Caso os moradores exijam mais presença física do síndico, isso deve encarecer os honorários.

 Carga horária 


Características do   profissional que   influenciam no preço 

- Qualidade dos serviços;
- Currículo;
- Preparo;
- Referências.


1. Taxa pré-estipulada: tabela própria de valor do seu serviço
2. Porcentagem da arrecadação: cobra uma pequena parcela do que o condomínio recebe mensalmente
3. Salário mínimo

 Formas de cobrança 


Peça o mesmo serviço dos profissionais, estipulando um número igual de visitas e carga horária. Desconfie de quem oferece um preço muito abaixo da média do mercado.

 Orçamento 


Deve conter: 

- Jornada discriminada
- 13º salário
- Férias
- Rescisão.

 Contrato do síndico   profissional 

Então, clique aqui e confira a matéria completa!

Gostou do conteúdo?